Loading...

Translate

quarta-feira, 31 de março de 2010

Solilóquio


Saudades da minha linda morena
Sua pele doce e umida, como o ar orvalhoso da noite serena
De seu sorriso limpo sem falsidades
Lembrando- me que na inoscência não há maldades
Olhar luminoso que penetra almas... digo-te o que é verdade plena
Saudades da minha linda morena


De sorrir com o espírito de quem ainda sabe sorrir
Sobretudo a ti admitir que os dias são mais felizes quando estais aquí
Após uma troca de sentimentos e líbido
Delinear seu corpo em folhas quando tu vens dormir
Nos guardando por milênios
Do mesmo véu que em ti eu sempre vi
Cobrindo o lindo ser puro em alvor


Saudades da minha linda morena
Do aroma do morango que há em ti pois és suprema
De tudo que em teus olhos eu sentia
E dentro do teu corpo em total fervor
Me falta o ar e a consciência, às vezes me bate a demência
Quando longe estou de minha linda morena...
Saudades, há saudades
Do mesmo modo o amor


Warner Araújo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário