Loading...

Translate

quinta-feira, 1 de abril de 2010

Há verdades mesmo que não haja voz


Sem saber qual o melhor
estou agora à espera de uma redenção
Todo siliêncio vem como um, só
Mas há verdades mesmo que não haja voz
Agora um louco no nada
Eu tenho tudo e não tenho nada

Por que a dor acordou
E não há mais luzes em minha íris à brilhar
Contorço-me em vida
Pois a alma corroeu
Agora você me diz que eu tenho que fazer
Algo para não adormecer

Sem saber qual o melhor
Vivo perdido no deserto que há em mim
Estando à espera de uma redenção
Nado em copos sem soluções


Warner Araújo.
13/12/2008.

Nenhum comentário:

Postar um comentário